A Verdadeira Fonte de Energia

Viralize esta boa notícia!

Cláudia B. S. Pacheco*

Em seu livro a Nova Física, dr. Norberto Keppe afirma que a energia constitui o núcleo, o centro de toda a realidade, e qualquer estudo que se faça tem de sair do conhecimento desse fato. Escreve ele: “Estou falando que qualquer pesquisa tem de partir desta constatação para chegar a um bom resultado. Se o elemento fundamental é o energético, ele constitui a substância que fornece a estrutura física a todos os elementos que existem, materiais ou espirituais; um exemplo (meio torto) é quando o escultor faz uma determinada figura com o bloco de mármore – só que na natureza a própria matéria já pré-existe em consequência dessa energia formativa. De outro lado, se acontecem mudanças substanciais, nós somos obrigados a considerar que é o fator energético que fornece sua conformação”.

Como uma pesquisadora em Medicina psicossomática trabalhando para ajudar as pessoas a se curar através da conscientização dos seus problemas, se torna aparente que a energia transcendental nos vem primeiramente através da nossa vida psicológica. Vejo pessoas aqui na nossa clínica sendo curadas somente através da consciência – algumas vezes em apenas uma ou duas sessões. Frequente[1]mente a pessoa obtém uma visão que a modifica por dentro e isso é fantástico.

Temos indivíduos que chegam à nossa clínica com enxaquecas terríveis e depois de duas sessões eles se curam. Algumas vezes, úlceras podem também ser curadas em uma ou duas sessões. Keppe trabalhou muito com cura através da conscientização durante muitos anos no Hospital das Clínicas aqui em São Paulo – com um grande sucesso.

Devemos sempre nos lembrar de que a mais poderosa energia de todas é a energia essencial, escalar, que está presente em todos nós dentro do que chamamos de alma, e a que Keppe se refere como vida psicológica. (Por falar nisso, é também muito importante notar que essa energia essencial, escalar, é a que mais rejeitamos.)

Vamos discutir mais dois exemplos: podemos ver pessoas muito obesas que comem muito, mas têm muito pouca energia e saúde, e outras que comem muito pouco e ainda são energéticas e saudáveis. Devemos, então, concluir que a quantidade de energia que uma pessoa tem não é dependente da quantidade de comida que ela consome. Existem pessoas que podem jejuar por mais de um mês e que se sentem melhor que o normal, e outras que começam a se sentir fracas quando perdem uma refeição. Podemos concluir através desses exemplos que nossos níveis de energia têm muito mais a ver com nossas vidas psicológicas do que com a quantidade de alimentos que comemos.

Através da Nova Física podemos explicar, cientificamente, como os milagres ocorrem quando não negamos a ação de Deus. Com a finalidade de sermos verdadeira[1]mente científicos, devemos combinar Ciência com Teologia, para podermos ver que elas, de fato, são idênticas. EM BREVE! Lançamento do mais novo livro de Norberto Keppe Artigo extraído do livro Nova Física e Psicanálise

*Psicanalista e escritora, com 12 livros publicados. Vice-presidente da SITA, presidente e fundadora da Associação Keppe & Pacheco e da STOP a Destruição do Mundo, Diretora das Faculdades Trilógicas Keppe & Pacheco.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*