Resistência ao Trabalho É a Maior Causa da Hipertensão

Viralize esta boa notícia!

A Hipertensão (pressão alta), caracterizada pelos níveis elevados da pressão sanguínea (acima de 14 por 9), é uma doença crônica e cada vez mais frequente. Chamada de “assassina silenciosa”, é um dos principais fatores de risco de acidente vascular cerebral (AVC) e enfarte. No Brasil, foram registrados 388 óbitos por dia no ano de 2017 devido à pressão alta e suas sequelas. (1)

Cerca de 25% dos Brasileiros Sofrem de Hipertensão, conforme pesquisa com 52.395 moradores das capitais; sendo que os mais afetados são os idosos com mais de 65 anos (1), uma vez que se aposentam e se sentem inúteis. Gøtzsche aconselha que os idosos controlem a pressão arterial sem medicamentos, como muitos fazem, para evitar efeitos colaterais como vertigens e quedas.(2)

A causa da maioria dos casos de hipertensão é psicossocial. “Não é possível separarmos nossos valores e filosofia de vida de nossa saúde emocional e orgânica. Existe uma unidade no ser humano: seus sentimentos, seus pensamentos e suas ações são inseparáveis, e interagem entre si o tempo todo”. (3)

Numa entrevista de Rádio, a psicanalista Cláudia Pacheco, autora de obras sobre Medicina Psicossomática, alerta: “Pelo processo inconsciente de inversão*, o ser humano trabalha com raiva, e isso causa contração muscular e a produção de toxinas, que podem ser letais. Muitos trabalham contrariados porque estão trabalhando para causas nocivas, mas isso precisa ser analisado, conscientizado e dissolvido, senão a pessoa acaba morrendo mais cedo. Se o ser humano precisa trabalhar numa estrutura doentia para sustentar a família, deve fazer análise trilógica para aprender a lidar com esse conflito no interior. É possível regularizar e estabilizar a pressão sem medicação, com psicoterapia. Mas, se o cliente parar de fazer análise ou começar a esconder o que sente, então a pressão volta a subir.” (4)

A Ação (Pura) É a Saúde, e a Inação a Doença “Hoje em dia, o ideal de todos é viajar, ter uma vida de prazeres, sem muito trabalho, uma vida de ócio até… Hipertensão é mais comum nas pessoas que estão descontentes com o trabalho,” diz N. Keppe, no seu Programa de Rádio. (4) O sonho de se aposentar e parar de trabalhar é uma ilusão porque quem faz isso nunca consegue a felicidade que almejava. Veja o diálogo a seguir.

“Cliente: – Quando me aposentei, tinha a ideia que iria ter um vidão, que conseguiria a realização de todos os meus sonhos. Psicanalista: – Mas, explique melhor. Cliente: – Tinha a ideia que iria viver viajando, conhecendo os lugares mais bonitos do mundo, e noto que não encontrei a felicidade com isso. Esse fato mostra que o bem-estar reside no interior de cada pessoa, e toda a maravilha que existe reside mais aí – que a verdadeira felicidade consiste no encontro do bem interno com o externo. Daí, a necessidade de construir uma civilização estética e boa, para se coadunar com nosso aspecto são fundamental”. (5)

Marcia Sgrinhelli e Heloísa Coelho Dentistas e Professoras de Psicossomática das Faculdades Trilógicas

Márcia Sgrinhelli – CRO-SP 25.337

Heloísa Coelho – CRO-SP 27.357 (Av. Rebouças, 3887, atrás Shop. Eldorado)

Tel: (11) 3814-2159 | (11) 3814-0130

www.odontotrilogica.odo.br

a-tensao-emocional-e-as-doencas-da-gengiva

A tensão emocional e as doenças da gengiva

Viralize esta boa notícia!

Como Preservar seus Dentes Naturais

 

Os dentes e as gengivas também sofrem influência das nossas emoções negativas como raiva, medo e inveja. Através da técnica de conscientização keppeana podem-se resolver problemas gengivais, como no seguinte caso:

A senhora L.G. (68 anos) tinha dentes com certa mobilidade; suas gengivas se inflamavam e sangravam sempre que ela era convidada para uma reunião social. Com a psicoterapia trilógica, L.G. conscientizou-se que se isolava para manter uma ideia de perfeição sobre si mesma e passou a ser mais sociável. Aos poucos seus dentes firmaram e até hoje, com 82 anos, sua saúde bucal continua estabilizada.

Outro caso interessante é de M.A. que, aos 30 anos, apresentou descolamentos da gengiva (bolsas periodontais). Nesse caso, o especialista indicou cirurgia das gengivas. Descontente com isso, M.A. nos procurou para fazer tratamento e iniciou também a psicoterapia trilógica. Em poucos meses, houve reparação das bolsas periodontais, e sua saúde bucal permaneceu assim até hoje (aos 62 anos), necessitando apenas de raspagens anuais.

Como somos uma unidade indissolúvel entre o psíquico e o físico, adoecemos primeiro psiquicamente e depois fisicamente.

A conscientização de nossos problemas tem um grande poder energético de recuperar nossa saúde. Pela natureza, a estrutura essencial do ser humano é capaz de autorregenerar nosso organismo.

 

Márcia Sgrinhelli e Heloísa Coelho Dentistas,
professoras de Psicossomática da Faculdade Trilógica Keppe & Pacheco
www.odontotrilogica.odo.br

Jd. Paulistano
Av. Rebouças, 3887 (ao lado do Shopping Eldorado)
(11) 3814-2159

Oficina Terapêutica A Cura pela Consciência

Viralize esta boa notícia!

A Medicina da Alma

Levar às pessoas respostas científicas para as múltiplas perguntas relacionadas com a saúde individual psíquica e orgânica. Descrever as melhores formas de estimular e fortalecer nossos sistemas de defesas contra todo tipo de doenças da pessoa.

Saiba mais e inscreva-se: http://keppepacheco.edu.br

Oficina Terapêutica Autoconhecimento

Viralize esta boa notícia!

Aprendendo a lidar com emoções próprias e dos outros

A patologia individual e social na vida quotidiana

Trata-se de um dia de palestras interativas e oficinas práticas, onde nossos professores, todos especialistas e terapeutas internacionalmente treinados vão apresentar as bases, bem como alguns exemplos práticos de como trabalhar com as emoções e diminuir o estresse dos conflitos no dia a dia. Será um dia de autoconhecimento e interiorização. Buscando sempre como harmonizar nossos relacionamentos, melhorar nossa produtividade e alcançar benefícios na saúde psíquica e física.

Inscreva-se: http://keppepacheco.edu.br/

saude-realizar-o-bem-radio-stop-597

Saúde é realizar o bem – STOP 597

Viralize esta boa notícia!

É hora do brasileiro se levantar e defender o Brasil e ele próprio. John Kennedy disse para o povo americano que ele deveria colaborar com o país e não apenas tirar vantagem. A rivalidade é questão de doença, se uma pessoa está agindo no bem devemos dar apoio, independentemente de facção política.
A partir dos 50 anos, é que as pessoas criam realmente juízo, assim, deveriam colaborar com o país e não ficar pensando já na aposentadoria, que é prejudicial à saúde.

Leia+

Estudos mostram que um dos motivos fundamentais para doença é se a pessoa começa a parar, se desinteressar pela vida, não cuidar mais das coisas do trabalho; isso tira a função na vida, se para perde a vida, perde a verdadeira a função pela qual nasceu: viver é ação, é o trabalho, é o bem. Viver bem, ter saúde é realizar o bem, se não está realizando o bem está jogando a vida fora.
Ouça online ou baixe o programa de rádio: Clique aqui

cura pela consciencia o que é radio stop

O que é a Cura pela Consciência? Rádio STOP 593

Viralize esta boa notícia!

O que significa a cura pelo processo do conhecimento? Em Conferências nos Estados Unidos, (Boston, Washington, New York etc) havia um grande interesse dos americanos por esse processo de cura.
Observamos, por exemplo, um número enorme de pessoas com vista fraca, com 40 anos e a vista envelhecida, não é um fenômeno estranho? Porque há pessoas com 100 anos que enxergam perfeitamente e pessoas com 30 com lentes de 12 graus?

Leia+ Vemos em vários clientes muita resistência em ver os problemas que têm, e as dificuldades decorrentes desses problemas de inveja, raiva, a questão contra trabalho e realização; pessoas rancorosas que querem atacar os outros. Eles não conseguem ver essas atitudes.
Quando tratamos, mostramos que quando essas pessoas começarem a ver defeitos graves, principalmente cometidos no passado, começam a sarar. Então, não precisam mais operar catarata e problemas da visão. Câncer, tumores, dores de cabeça, etc., também podem ser curadas em sessões de psicanálise.
A doença se manifesta no corpo, mas tem origem da alma, por isso Keppe escreveu o livro chamado A Medicina da Alma, o primeiro livro de medicina psicossomática no Brasil.


Embora a humanidade esteja à beira do precipício, existe soluções, programas, projetos científicos que se colocados em práticas, em pouco tempo recuperaremos o planeta. O trabalho da ciência da Trilogia Analítica que unifica pensamento, sentimento e ação, é a cura para a humanidade e o planeta.
A psico-sócio-terapia de Keppe afeta diretamente o meio ambiente; porque, quem está destruindo o meio ambiente é o ser humano com sua inversão psíquica e com a sociedade invertida que ele criou. A tecnologia também está invertida. A tecnologia que usamos é uma tecnologia da destruição; para destruir o planeta e o ser humano.
Existem soluções que não demandam um investimento desproporcional: um trabalho empreendedor, de economia trilógica; uma terceira via no qual quem trabalha são os próprios donos das empresas; os trabalhadores são os donos do seu trabalho. Isso não é uma teoria, mas, é uma prática desde os anos 80 nos Estados Unidos. Esse modelo já existe. É possível uma pessoa desempregada começar seu próprio negócio se utilizar essa orientação correta. E essas orientações estão nos cursos pós-graduação, e cursos livres. Se você quer melhorar sua qualidade de vida e ajudar a restaurar o planeta: stop.org.br/portal

Ouça online ou baixe o programa de rádio: Clique aqui

Consciência, espiritualidade e saúde – Rádio STOP 591

Viralize esta boa notícia!

Há uma grande relação entre o que fala Evangelho a respeito dos vícios, que são chamados no Livro de pecados, com a ciência da psicopatologia. Freud por ser ateu não queria que houvesse nenhuma relação entre as descobertas que ele fez do inconsciente, os problemas mentais e a questão religiosa.Em uma atitude contra a espiritualidade. Por isso, Keppe realizou a Trilogia Analítica: A união da espiritualidade, a razão e a ação.

Ouça online ou baixe o programa de rádio: Clique aqui